Revisão de impostos em empresas familiares, entenda como gerar economia tributária e correr menos riscos

Data

Autora: Rosane Machado **

 

Os empreendedores acreditam que o volume de impostos pagos no Brasil dificulta o crescimento das empresas. A ausência da gestão tributária implica no aumento do número de empresas que fecham as portas nos primeiros cinco anos de existência, apenas 37,8% sobrevivem segundo o IBGE.

A complexidade do sistema tributário nacional (cerca de 30 normas tributárias criadas diariamente), somado ao desconhecimento, a precificação inadequada e a escolha errada pelo regime tributário são itens que dificultam a gestão.

Para as empresas familiares este desafio ainda é maior, já que a planejamento da sucessão e a organização do patrimônio tronam a estratégia tributária peça fundamental para o modelo de negócio que será administrado pelo sucessor.

O desconhecimento das oportunidades que a legislação traz faz com que, por exemplo muitas indústrias, que possuem a base de cálculo reduzida para fabricação de seus produtos, muitas vezes não se utilizam destes benefícios fiscais gerando além de impostos mais altos, o risco tributário, no caso de futura fiscalização.

É fato que a utilização de incentivos fiscais é pouco explorada no Brasil. Benefícios que se aplicam como forma de incentiva determinado segmento ou produto. Por exemplo, para aquelas que desenvolvem novos produtos a aplicação da Lei do Bem, ou a utilização do PAT – Programa de alimentação do trabalhador, pode trazer grandes benefícios.

Além disto, o planejamento do regime tributário que será adotado durante um ano calendário é analisado com base no passado, desconsiderando crescimento futuro ou a dinâmica daquele negócio em que é aplicado. Destaca-se ainda inúmeras oportunidades que a própria configuração do negócio ou sistema de remuneração de executivos (dividendos) pode proporcionar impactando significativamente a lucratividade das empresas familiares.

Nestas o sucessor, deve se amparar de bons profissionais preservando a essência do negócio, reduzindo custos tributários e protegendo dos riscos fiscais. Neste sentido, muitas vezes somos procurados para realização de uma revisão tributária e societária. Inúmeros são os clientes em que aplicamos o diagnóstico e são identificadas oportunidades relevantes relacionadas aos tributos, cerca de a 82% dos casos.

Para a utilização deste e de outros benefícios é preciso conhecer as características tributárias dos itens comercializados, ter a informação e aplicar corretamente a legislação. Sua empresa paga o menor imposto? Conhece e utiliza os benefícios da sua atividade? Se utiliza, tem segurança que é da maneira correta de apuração dos impostos?

Converse com um especialista da Roma e realize um diagnóstico fiscal, no qual será avaliado: a sua estrutura societária; a verificação da tributação incidente nos produtos e serviços; a revisão dos cálculos e apuração dos tributos; a avaliação do regime tributário atual e futuro; serão feitas demonstração de novas alternativas de tributação; avaliação de possibilidade de ganhos tributários.

Diminuir o impacto dos impostos pode ampliar e muito sua lucratividade.

 

** Sobre autora:

É Consultora empresarial, Palestrante, Contadora e Mestre em Ciências Contábeis. Possui larga experiência na área de contabilidade gerencial, com ênfase em gestão estratégica de custos, gestão de riscos e controladoria. Atuou em empresas multinacionais, na área de controladoria. Atuou como professora de graduação presencial e EAD em Universidades como: Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS, Centro universitário FEEVALE, Faculdades Monteiro Lobato, entre outras. Foi Coordenadora do Curso de Ciências Contábeis e do Núcleo de Apoio Fiscal- NAF. Participou do grupo de pesquisa Gestão de Tecnologia da Informação (GTI); É autora de artigos científicos e livros na área de contabilidade gerencial e Internacional (IFRS). Atualmente é Diretora de Controladoria da Roma Contabilidade e consultoria, professora de pós-graduação MBAs na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); UNILASALLE; UNIRITER; FAPA e ULBRA, nas áreas de contabilidade gerencial, societária, internacional (IFRS) e Administração Financeira e Palestrante de cursos de curta duração (Extensão) em diferentes instituições, entre elas: ACI, ACIS, SULPETRO e ABRASEL.

Como evitar custos elevados com a sua folha folha de pagamento

Se você ainda fica na dúvida do que fazer com a sua folha de pagamento, saiba que cada empresa tem sua particularidade, e cada funcionário pode ter seu custo, e é muito importante a empresa conhecer todos os aspectos que envolvem o custo dos funcionários. Para auxiliar você, criamos este artigo com 7 dicas importantes para que você faça uma boa gestão da sua folha de pagamento.

Leia mais »

Nós impulsionamos a sua evolução.

Fale conosco.