Lucro real, simples ou lucro presumido? Faça a escolha certa. – Roma Business Consulting

Lucro real, simples ou lucro presumido? Faça a escolha certa.

Lucro real, simples ou lucro presumido? Faça a escolha certa.

Autores: Lauri Augusto Bencke * e Rosane Machado**

Muitas empresas, não tem clareza do impacto dos tributos em seus preços e/ou na avaliação dos seus custos. Isso ocorre principalmente devido à complexidade do sistema tributário nacional. Algumas delas, possuem em seu mix de produtos e/ou serviços uma grande gama de itens, com regras fiscais totalmente diferentes.  Por exemplo as inerentes a Substituição Tributária, onde não há incidência de ICMS na saída, mas, o custo do imposto deve ser incorporado ao estoque na entrada. Já em itens que não possuem substituição é necessário o crédito do ICMS na entrada, reduzindo o custo do estoque. Somado ao volume de impostos e as diversas regras de tributação, está a dificuldade da avaliação correta do regime tributário mais benéfico para a companhia.

Não é de hoje que nos deparamos com avaliações baseadas apenas em dados históricos, que consideram o passado da empresa e/ou legislações ultrapassadas. Aspectos inerentes ao volume de faturamento previsto para os próximos doze meses, bem como a mudança de comportamento do mix de produtos, precisam ser contempladas em qualquer tipo de análise que envolva o futuro tributário das empresas.  É comum, empresas optarem pelo Simples Nacional, mas antes de dezembro do ano da opção excederem o limite máximo para este regime, refletindo assim no pagamento de tributação excedente, não prevista na formação do preço e que onera significativamente o resultado. Em alguns casos, a mudança de regime torna-se viável por representar estratégia de negociação comercial, já que em regimes como lucro real e lucro presumido o comprador poderá tomar crédito de impostos como ICMS, IPI, PIS e COFINS, tornando o custo de aquisição mais barato para o comprador, possibilitando assim a alavancagem no volume de Vendas. Decisões como produzir internamente, ou terceirizar a produção também são impactadas diretamente pela sistemática de tributação.

Considerando-se estes aspectos, recomenda-se uma avaliação anual da estratégia tributária adotada, tendo em vista o futuro financeiro da empresa. Mas, lembre-se após esta escolha ela irá acompanhar sua empresa por um ano inteiro.

Consulte um especialista da Roma e realize o seu planejamento tributário. Neste estudo será realizada: a avaliação da estrutura societária de sua empresa; a avaliação dos IRPFs dos sócios e tributação das Pessoas físicas; a verificação da tributação incidente nos produtos e serviços; a revisão dos cálculos e apuração dos tributos; a avaliação do regime tributário atual e futuro; a demonstração de novas alternativas de tributação; a avaliação de possibilidade de ganhos tributários com o uso de benefícios fiscais; a avaliação do balancete contábil para identificação de Riscos Legais; a análise das opções de modalidades de tributação no âmbito (federal, municipal e estadual) simulações; a avaliação do impacto das possibilidade tributários dos últimos 12 meses e projeção para 36 meses futuros.

Você tem certeza que esta pagando o menor imposto possível?

 

Sobre os autores:

* Bacharel em Ciências Contábeis com mais de 20 anos de experiência em contabilidade fiscal, contabilidade gerencial e contabilidade de custos, atuando há mais de 15 anos em escritório contábil focado no desenvolvimento dos clientes, na qualidade dos serviços prestados e na organização. Atualmente desenvolve o trabalho de conscientização da responsabilidade civil e fiscal dos envolvidos nas organizações empresariais, junto à Associação dos Contadores de Estância Velha e Ivoti. Possui grande experiência em prestação de contas do terceiro setor, tendo participado da primeira turma da ONG Parceiros Voluntários, diretamente na transparência e prestação de contas de entidades do terceiro setor.

** É Consultora empresarial, Palestrante, Contadora e Mestre em Ciências Contábeis. Possui larga experiência na área de contabilidade gerencial, com ênfase em gestão estratégica de custos, gestão de riscos e controladoria. Atuou em empresas multinacionais, na área de controladoria. Atuou como professora de graduação presencial e EAD em Universidades como: Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS, Centro universitário FEEVALE, Faculdades Monteiro Lobato, entre outras. Foi Coordenadora do Curso de Ciências Contábeis e do Núcleo de Apoio Fiscal- NAF. Participou do grupo de pesquisa Gestão de Tecnologia da Informação (GTI); É autora de artigos científicos e livros na área de contabilidade gerencial e Internacional (IFRS). Atualmente é Diretora de Controladoria da Roma Contabilidade e consultoria, professora de pós-graduação MBAs na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS); UNILASALLE; UNIRITER; FAPA e ULBRA, nas áreas de contabilidade gerencial, societária, internacional (IFRS) e Administração Financeira e Palestrante de cursos de curta duração (Extensão) em diferentes instituições, entre elas: ACI, ACIS, SULPETRO e ABRASEL.